Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Exercício Físico e Barringuinha

Todos os dias me deparo com diversas questões, que teimam em não desaparecer. Parece que é uma epidemia dos ginásios, que resiste ao “antibiótico” (explicações e esclarecimentos dos professores), persistindo na mente das pessoas. Mesmo após terem feito as perguntas a diversos professores e a outros profissionais, e tendo obtido as mesmas respostas, parece que a dúvida persiste. O meu objectivo é passar-vos a minha opinião e experiência pessoal. É que isto é um drama, tanto para as pessoas que pretendem respostas, como para aquelas que sucessivamente as dão, sabendo que daí a umas horas alguém tornará a fazer a mesma pergunta.


Antes de mais, vou situar-nos nas questões em causa. A pergunta mais casual é:”Que exercícios são bons para tirar a barriga?”. Ironicamente eu repondo sempre: “É aquele exercício que fazemos a hora da refeição, e que consiste em cruzar os talheres e comermos menos.”

Claro que a maioria não fica satisfeita com esta resposta, e volta a carga: “Sim, eu sei. Mas aqui no ginásio!”. Sei que a esperança delas é que eu lhes dê uma fórmula milagrosa, e que tal como um passo de mágica (ou operação estética), saiam de lá sem barriga, logo no primeiro dia.

Aí, já desesperada, eu respondo:”O tecido muscular é diferente em todos os aspectos do tecido adiposo, por isso um não substitui o outro.” E continuo ironicamente, “senão, coitadinhos dos acamados, que após 1 ou 2 meses, passariam a ter só gordura e nada de músculo”.

Ainda não satisfeitos com a resposta (e já um pouco confusos), mantêm aquele ar de:”Estás-me a dar uma tanga…”Então eu respiro fundo, toco no braço ou nas costas do cliente, e desvio-o ligeiramente para o lado, demonstrando então, que a resposta vai demorar um pouco, tomando o seu tempo.

E aí começo a lengalenga de sempre: Ao contrário do que as pessoas pensam, não é fazendo abdominais que a barriga desaparece. O trabalho muscular solícita só o tecido muscular. Obviamente que sabemos que o trabalho muscular necessita de energia, energia essa que vai ser recrutada através dos hidratos de carbono (açucares) e lipidos (gordura). Então aqui surgem 3 questões:

1º “Então ao fazer abdominais, recruto a gordura localizada nessa região?”

O organismo não tem uma forma de recrutamento de energia “regional”. Com isto quero dizer, que a activação do nosso metabolismo é sistémico, ou seja, geral. Tal como um carro eficiente, o organismo poupa e gasta energia como forma de sobrevivência, aproveitando todos os seus recursos, mas sempre de forma eficiente. Portanto: NÃO É FAZENDO ABDOMINAIS QUE PERDEMOS A BARRIGA.

2º “Então ao fazer exercício vou perdendo gordura de forma generalizada, incluindo a barriga?”

Bem, era bom que assim fosse. Mas a verdade, é que nem todos os exercícios promovem o recrutamento da gordura. Normalmente, exercícios intensos (tal como o trabalho de hipertrofia) recrutam preferencialmente hidratos de carbono, pois são mais rápidos a serem metabolizados e a serem utilizados pelo organismo. Os exercícios aeróbios são os que normalmente se escolhem para a perca de gordura. No entanto, é preciso ter em atenção algumas coisas: só saindo da nossa zona de conforto é que nosso organismo se vê forçado a metabolizar os recursos energéticos de forma mais continuada e em maior quantidade. Estudos revelam que só após 15 a 20 minutos de trabalho aeróbio continuo é que começa a haver a metabolização das gorduras, e isto é de forma gradual, sendo que só a partir dos 30/40 minutos é que o organismo está a utilizar preferencialmente a gordura em vez dos açucares. E por último, é preciso fazer pelo menos 4/5 horas de exercício aeróbio por semana para que realmente se atinja os objectivos pretendidos. E ainda costumo acrescentar que o trabalho da força é fundamental, primeiro porque prepara a estruturas musculares e articulares para trabalhos mas intensos e em segundo porque aumenta a nossa taxa de metabolismo basal, o que obriga o organismo a queimar mais calorias nas rotinas diárias.

Então, NÃO É QUALQUER EXERCICIO QUE FAZ PERDER A BARRIGA. O TRABALHO CONSTANTE E A UMA INTENSIDADE MODERADA SÃO A CHAVE PARA A MELHORIA DA SUA CONDIÇÃO FISICA, LEVANDO POSTERIORMENTE, A MELHORIA DA SUA COMPOSIÇÃO CORPORAL.

3º”Então, basta fazer exercício e esperar pelos resultados?”

É pena que assim não seja. Mais uma vez, ironicamente digo: ”Um obeso que consome por exemplo 5000 caloria por dia (ultrapassa em média 2500 calorias da média populacional), vem para o ginásio e gasta (já a abusar) 1500 calorias. Mesmo assim, ainda está 1000 calorias acima das suas necessidades. O que quer dizer que vai manter o processo de aumento de peso.

Quero com isto dizer, que se não houver um cuidado alimentar, obrigando o organismo a recrutar gorduras acumuladas, não vai ver os resultados que espera.

Portanto, É PRECISO MANTER UMA DIETA EQUILIBRADA, INCLUINDO FRUTAS E VEGETAIS NA SUA ALIMENTAÇÃO, E FAZENDO UM ESFORÇO PARA RESISTIR AOS SEUS “PECADOS”.

Normalmente, rio-me em seguida, mas acrescento: “Pense a longo prazo, dá-lhe mais prazer comer agora um bolo, ou olhar-se ao espelho daqui a uns meses e gostar do que vê?



Espero que este artigo tenha inspirado pelo menos uma pessoa a cuidar mais da sua saúde e aspecto físico, porque quanto mais gostarmos de nós, mais felizes seremos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Loading...